Suplementação Nutricional?

Para emagrecer ou para suprir vitaminas? Você compra suplementos como quem compra remédio para dor de cabeça? Como pode ser arriscado consumi-los sem prescrição médica ou nutricional?

O que é suplementação nutricional?
É a utilização de nutrientes, ou não, para complementar as necessidades nutricionais ou corrigir deficiências, como: aminoácidos, vitaminas, minerais, lactobacilos, fibras alimentares. Eles podem ser apresentados em formas de cápsulas, pós, tabletes, gels e líquidos.

Para que servem?
Para diversos fins. Há os que melhoram as deficiências nutricionais, garantem energia e maior desempenho durante a atividade física, aumentam a massa magra, melhoram a função intestinal, promovem saciedade, para colaborar em processos de emagrecimento, diminuem colesterol, melhoram a massa óssea e fortalecem o sistema imunológico.

De que forma agem no organismo?
Cada um deles tem sua ação específica, aumentando ou diminuindo a produção de algumas substâncias ou nutrientes ao ponto de corrigir as disfunções presentes ou otimizar algumas funções do corpo. Sempre aliados à uma alimentação equilibrada, podem também melhorar a performance durante a prática da atividade, através dos repositores energéticos, potencializar o ganho de massa muscular (anabolismo), evitar a perda da mesma (catabolismo), melhorar a recuperação, evitar a fadiga, além de melhorar a saúde em geral.

Existe contra-indicação?
A utilização de suplementos de maneira errada sem prescrição de um Nutricionista ou médico, pode resultar efeitos colaterais extremamente prejudiciais à saúde, como: hepatotoxicidade (dano no fígado causado por substâncias químicas), sobrecarga renal, aumento de pressão arterial, entre outros. Portanto, é imprescindível a avaliação de um nutricionista ou médico, pois existem fatores que devem ser avaliados antes da prescrição como, por exemplo, as necessidades de cada um, faixa etária, atividade física realizada, presença ou não de alguma patologia, entre outros.