Sódio: herói ou vilão?

Quem escolhe é você

Engana-se quem pensa que o elemento químico sódio está presente apenas no sal que é utilizado para cozinhar no dia -a- dia. A substância compõe muitos alimentos naturais e pode estar adicionado às comidas e bebidas industrializadas para garantir sua conservação e sua textura. Os grandes campeões em sódio são alimentos os embutidos como salsichas, linguiças, mortadelas e conservas.

Com propriedades de equilibrar a água no organismo e transmitir os impulsos nervosos, o sódio é essencial para a saúde. Porém, em grandes quantidades ele aumenta a pressão do sangue nas artérias, causando a hipertensão ou pressão alta. O coração passa a bombear o sangue mais rapidamente e as paredes dos vasos sanguíneos são prejudicadas. Se esses vasos se rompem, acontece o Acidente Vascular Cerebral (AVC), também conhecido como derrame.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), cada pessoa deve consumir no máximo 2 g de sódio, o que equivale a 6g de sal por dia. Mas os brasileiros ingerem mais que o dobro: 12 g de sal por dia.

Veja algumas dicas para diminuir o consumo de sódio:           

  • Dê preferências à temperos naturais como ervas desidratadas, pimenta e alho, ao invés de utilizar caldos concentrados de carne e de aves.
  • Não deixe um saleiro disponível à mesa. 
  • Evite alimentos embutidos e a gordura animal como toucinho e bacon.
  • Confira no rótulo de alimentos a quantidade de sódio. Se for superior a 400 mg em 100g, ele deve ser evitado.