Por que fibras alimentares são importantes?

O termo “fibra” adquiriu uma grande popularidade nos últimos anos quando o assunto é alimentação saudável. Mas, você conhece as funções das fibras alimentares em nosso organismo e como elas agem?

Primeiramente é importante tomar conhecimento de que nosso intestino é vastamente colonizado por microorganismos e entre eles, podemos citar as bifidobactérias e os populares lactobacilos, também conhecidos como probióticos, comumente adicionados a certas bebidas lácteas presentes no mercado. Esses dois tipos de bactérias, entre outras, têm a capacidade de trazer benefícios à saúde humana por meio das fibras alimentares, podendo ser chamadas também de prebióticos.

Fibras alimentares são compostos presentes nos alimentos de origem vegetal que não são digeridos pelo organismo humano, porém, podem sofrer fermentação pelos microorganismos existentes no intestino dos seres humanos, principalmente as bifidobactérias e os lactobacilos, citados anteriormente. Pra facilitar ainda mais a compreensão, fibras alimentares servem de “alimento” para essas bactérias benéficas ao nosso organismo.

Alimentos de origem vegetal, no geral, possuem grande quantidade de fibras, podendo ser:

– Grãos: aveia, cevada, centeio.
– Frutas: maçã, morango, goiaba, limão e laranja (com bagaço).
– Leguminosas: feijão, lentilha, soja, grão de bico.
– Hortaliças: alface, rúcula, agrião, etc.

A quantidade de fibras, recomendada para um adulto é de aproximadamente 25g por dia, lembrando que a ingestão de água e líquidos em conjunto é importantíssima, caso contrário, o efeito poderá ser negativo!

Principais benefícios conhecidos:

  • Auxilia no tratamento da obesidade: fibras presentes em alimentos de origem vegetal aumentam o tempo de mastigação e isso gera impulsos nervosos que o cérebro interpreta como sensação de saciedade. Desse modo, a pessoa tende a comer menos. No estômago, fibras do tipo solúvel formam géis que retardam o tempo de esvaziamento gástrico, o que também gera sensação de saciedade por maior tempo.
  • Ajuda a evitar doenças (diarréia, vômito): quando “alimentadas” com as fibras, essas bactérias se multiplicam em número e conseguem competir satisfatoriamente por espaço e alimento com outros microorganismos patogênicos presentes também em nosso intestino, ou seja, que provocam doenças nos seres humanos, como a bactéria E. coli, maior responsável por diarréia, vômito, infecção urinária em mulheres, entre outras. Dessa maneira, pela falta de espaço e alimento, esses microorganismos nocivos à saúde humana, são eliminados de nosso organismo.
  • Auxilia no tratamento ou prevenção do diabetes Mellitus (tipo 2): no intestino delgado, fibras do tipo solúvel formam soluções viscosas juntamente com a água e retardam o processo de absorção da glicose vinda da alimentação, diminuindo o pico glicêmico pós-alimentação.
  • Auxilia no processo de constipação intestinal (intestino “preso”): no intestino grosso, fibras do tipo insolúvel, na presença de água, aumentam o volume das fezes e isso gera um estímulo que facilita a ida ao banheiro e evita a constipação intestinal.
  • Auxilia no tratamento ou prevenção do colesterol alto: quando fermentadas pelas bactérias do intestino, as fibras alimentares se transformam em ácidos como o propionato, o qual tem a capacidade de bloquear as vias de produção do colesterol pelo fígado, no organismo.
  • Auxilia na prevenção do câncer de intestino: outra substância formada a partir da fermentação de fibras é o ácido butirato, que possui a capacidade de destruir ou reparar células cancerígenas que começam a se formar nos intestinos. Além disso, a adição de grandes quantidades de conservantes e outros produtos químicos na alimentação moderna está vinculada ao câncer intestinal e, as fibras, por terem efeito laxativo (juntamente com a ingestão de água), evitam com que essas substâncias cancerígenas provindas da alimentação permaneçam por muito tempo em contato com nossas células intestinais, auxiliando assim na prevenção do câncer.

Desse modo, vemos que a uma alimentação saudável, rica em alimentos de origem vegetal, contribui positivamente para nossa saúde. Agora, que tal devorar um prato de salada, legumes ou um feijãozinho feito na hora?