Pilates para o bem estar

Modalidade tonifica os músculos, aumenta a flexibilidade e elasticidade e ainda melhora a disposição física

 

Se você é do tipo de pessoa que não gosta da aglomeração das academias de ginásticas, o Pilates pode ser a solução que está buscando. O método foi desenvolvido por Joseph Pilates durante a Primeira Guerra Mundial. Naquele período, ele foi mandado a um campo de concentração e trabalhou como enfermeiro. Pilates criou uma série de exercícios usando camas hospitalares, cintos e molas para manter os enfermos saudáveis. Assim, surgiu a técnica que tem como pilar seis princípios: concentração, controle, centralização de força, fluidez, precisão e respiração.

Os exercícios podem ser realizados em aparelhos ou no solo. No primeiro caso, a resistência é feita por molas ou pelo próprio peso corporal. No segundo caso, usam-se acessórios como bolas e elásticos. “É um método de condicionamento único que proporciona um excelente trabalho de fortalecimento, alongamento e equilíbrio de forma segura e duradoura”, diz a fisioterapeuta Thânia Moutinho da Vidativa Pilates.

Na prática do pilates a respiração garante que, independente do exercício, o aluno trabalhe o chamado centro de força, que engloba os músculos do abdome, região lombar, quadris e glúteos. Não por acaso, uma das frases mais repetidas pelas instrutoras do método é: “Respire e solte o ar, como se o umbigo fosse colar nas costas”. Dessa forma, o abdome permanece contraído, o que corrige a postura e assegura a movimentação solta e fluida das pernas e braços.

Outra vantagem do método é o atendimento quase personalizado. Nos estúdios de pilates, turmas são de três, no máximo quatro pessoas. Fisioterapeutas e professores de educação física são habilitados a aplicar a técnica. A modalidade praticamente não tem contraindicação, mas o ideal é que o interessando, antes de começar, consulte seu médico. “Na Vidativa Pilates, as fisioterapeutas têm o cuidado de respeitar as limitações de cada praticante seja ele adolescente, gestante, idoso ou atleta”, diz Thânia.