Os Perigos da Obesidade

A obesidade tornou-se um problema de saúde mundial, uma verdadeira epidemia que acarreta enormes malefícios à saúde. Muito se tem falado sobre a estética, o corpo perfeito, mas pouco se discute a respeito das várias patologias que podem surgir ou serem agravadas pela obesidade. Vários estudos demonstraram que a redução do sobrepeso e o hábito de manter um peso corporal adequado estão associados à melhora de várias doenças, à redução da mortalidade, assim como uma melhor qualidade de vida.

A obesidade está relacionada ao aumento do risco de doenças cardiovasculares, principalmente infarto do miocárdio, acidente vascular cerebral e insuficiência cardíaca. Foi constatado um aumento do risco de doenças cardíacas e hipertensão arterial sistêmica em pessoas que apresentavam um maior IMC (índice de massa corporal), bem como nas que apresentavam uma maior relação de circunferência abdominal.

Está claramente comprovada a relação entre o aumento do peso corporal com o risco de Diabetes Melittus tipo II. Entretanto, também está amplamente demonstrado que a redução do peso corporal reduz o risco de diabetes, bem como melhora o seu controle.

Outro ponto importante a considerar é a relação entre obesidade e câncer, no qual estudos demostraram uma maior mortalidade em pessoas que apresentavam um IMC elevado, podendo-se citar as neoplasias de esôfago, de cólon, fígado, pâncreas, próstata. Também foi verificado um maior risco de se desenvolver alguns tipos de neoplasias em pessoas com maior IMC.

A osteoartrose é outra patologia associada à obesidade, destacando-se a de joelho. Quanto maior o IMC, maior a chance do indivíduo desenvolver a doença, constatando-se também, uma maior gravidade da osteoartrose, nesses casos.

Como patologias relacionadas à obesidade pode-se, ainda, citar as doenças das vias biliares como colecistopatias e cálculos biliares, a pancreatite aguda e as doenças hepáticas, como a esteatose.

O fato mais importante para se ter em mente é que a obesidade está associada a um aumento significativo da mortalidade e uma pior qualidade de vida, fato este mais acentuado quando mais cedo se iniciou a obesidade, e também quando o quadro perdurou por muitos anos. Então, a conscientização sobre os perigos da obesidade é o primeiro passo para o seu controle e com isso, se ter uma vida mais saudável.

Os comentários foram encerrados, mas trackbacks e pingbacks estão abertos.