Livro: E o Vento Levou

Livro de Margareth Mitchell pinta um retrato dos EUA do século XIX

As pessoas que gostam de boas histórias vão se encantar com o livro “E o Vento Levou” (Gone with the Wind) da escritora americana Margareth Mitchell. O filme clássico de 1939 conta boa parte dos acontecimentos da obra, entretanto omite muitos outros dados históricos da Guerra Civil Americana (1861-1865).

A obra gira em torno de uma jovem chamada Scarlet O´Hara. Sua força e ambição contrastam com as heroínas abnegadas dos romances tradicionais e dão um colorido especial ao livro. A filha de imigrantes irlandeses vê seu mundo destruído com a convocação de seus admiradores para a luta e declara guerra aos padrões femininos da época, onde as mulheres dependiam totalmente de seus maridos e não podiam ter seus próprios negócios. Em seu combate por independência, ela reencontra o conquistador Reth Butler e cultiva o amor platônico por Ashley Wilkes.

O filho único da jornalista americana pinta um quadro claro da consciência da elite americana de vitória, exibe o preconceito racial e a humanidade de personagens apaixonados pela vida.

O “E o Vento Levou” foi publicado pela primeira vez em 1936 pela editora Macmillan Publishers, e já no ano seguinte ganhou os prêmios Pulitzer e National Book Award. Hoje, o volume de 962 páginas foi publicado pela editora Itatiaia e pode ser encontrado nas livrarias virtuais e físicas de todo o Brasil.