Alimentação e Celulite

Temida entre a mulherada, o fibroedema gelóide ou celulite, tem sido uma das queixas mais frequentes em relação à estética, pois, ela deixa aquela aparência de casca de laranja o que causa incômodo e insatisfação com o próprio corpo. Ela geralmente aparece nas coxas, glúteos e quadris, já entre os homens é mais comum na região da cintura.

As mulheres são as mais afetadas, atingindo até 95% das pessoas deste gênero, isto por que a camada mais externa de sua pele é mais fina e os compartimentos de gordura são maiores e mais arrendodados que dos homens.  Ela ocorre principalmente nas fases sujeitas a alterações hormonais como a puberdade e a gravidez.

A obesidade pode, ou não, estar associada à celulite. Porém, nota-se que, com o aumento do peso, ela aparece mais, devido ao fato de células gordurosas acentuarem o repuxamento das fibras.

Entre as diversas causas estão: a própria constituição e distribuição do tecido gorduroso, a genética de cada um, o ganho de peso, sedentarismo, alimentação desregrada, alterações enzimáticas e hormonais que, levam a uma alteração circulatória com acúmulo de líquidos e proteínas nas célullas de gordura. Parecem estar envolvidas também na quebra das células gordurosas ou aumentando o seu volume.

As células de gordura localizam-se na hipoderme (a camada mais profunda da pele), a qual apresenta fibras que ligam a superfície ao tecido mais profundo. Estas pontes fibrosas repuxam a pele para baixo, dando o aspecto de “furinhos”, característico da celulite.

O que você deve evitar

  • Sal em excesso. Salgadinhos, batatas fritas, castanhas, amendoim e frios (salame, mortadela, presunto, etc.) também são ricos em sal, que aumenta a retenção de líquidos no organismo.

  • Comer dois alimentos do mesmo grupo. Exemplo: arroz e batata ou frango e carne. As folhas verdes são a exceção, você pode comê-las à vontade.

  • Queijos amarelos,chocolates, creme de leite, chantilly, manteiga e frituras. São ricos em gordura.

  • Bebidas alcoólicas, doces e açúcar. São ricos em calorias que serão transformadas em gordura.

  • Longos períodos sem se alimentar. Fazer dieta não é passar fome nem fazer jejum.

  • Comer muito no jantar. À noite, seu organismo gasta menos energia, armazenando as calorias sob a forma de gordura.

O que você deve preferir

  • Refeições ricas em verduras e legumes crus.

  • Fazer um maior número de refeições de pequena quantidade.

  • Comer mais no café da manhã e no almoço e menos no jantar. Durante o dia seu organismo vai consumir mais energia, gastando mais calorias.

  • Beber bastante água, 2 a 3 litros por dia, melhorando sua diurese.

  • Pães, massas e cereais integrais: são ricos em fibra e ajudam seu intestino a funcionar melhor.